Espinhas aos 40 anos – Causas, o que fazer

Confira nesta matéria as principais causas para que surja as incomodas espinhas na pele após os 40 anos de idade

Escrito por -


Espinhas aos 40 anos, quais as causas e o que fazer? Chegar aos 40 anos nos faz pensar estar livre do problema, mas para muitos homens e mulheres, não é bem assim. Vejamos abaixo.

Espinhas aos 40 anos – Causas, o que fazer

Está comprovado, espinhas podem aparecer em qualquer pessoa ou idade. Sendo uma condição da pele que atrapalha e incomoda a vida de muitas pessoas, seu surgimento é acompanhado de muitas sessões de desespero e tristeza.

Mas mesmo quando elas surgem depois dos 40 anos, especialistas afirmam que é possível tratá-las, devolvendo o estado natural e bonito da pele. Possuindo até um nome, a acne da mulher adulta é mais comum do que imaginamos, aparecendo, apesar do nome, até nos homens.

Tendo causas diversas, existem muitas formas de tratamento. O importante é justamente identificar a causa e tratá-la, para que as espinhas parem de surgir de vez. Vejamos abaixo quais as causas principais e as opções de tratamento das espinhas aos 40 anos.

espinha com 40 anos
Não é comum, mas existem casos de surgimento de espinhas após os 40 anos.

O que causa espinhas aos 40 anos?

Espinhas aos 40 anos tem diversas causas, como:

  • Bactérias sobre a pele e excesso de sebo, que provocam diversas inflamações;
  • Alterações hormonais, causadas pela suspensão do uso de anticoncepcionais, reposições hormonais, doenças como Ovário Policístico;
  • Maquiagem e outros cosméticos, que deixam a pele mais oleosa;
  • Uso excessivo de vitamina B12;
  • Distúrbios emocionais, como estresse ou depressão, que aumentam a oleosidade da pele;

Saber a causa é importante, pois auxilia a tratar o problema na raiz, fazendo com que ele seja resolvido de vez. Vejamos abaixo algumas opções de tratamento existentes.

Como tratar espinhas aos 40 anos

espinhas depois dos 40  anos
Foto: UniversityHospitals

Leia também:

Tomate é bom para tirar espinhas?
Como acabar com as espinhas através da alimentação

Antes de mais nada é importante lembrarmos que qualquer tratamento deve ser indicado e acompanhado por um dermatologista, uma vez que, dependendo do quadro clínico das espinhas, o tratamento pode ser demorado e até perigoso para o organismo e a pele. Então, procure um especialista para que ele verifique qual a opção mais indicada para o seu caso.

As opções disponíveis para tratamento varam de acordo com o grau de lesão na pele:

  • Acnes leves: com apenas cravos, o tratamento é feito com o uso de sabonetes duas vezes ao dia, gel adstringente para estimular a renovação das células da pele, hidratação e filtro solar;
  • Acnes moderadas: com espinhas que contenham pus ou estejam grandes e avermelhadas, faz-se o tratamento com medicamentos indicados pelo médico, além da limpeza de pele constante e manutenção da pele;
  • Acnes graves: pele com diversas lesões inflamadas e sem resposta aos tratamentos anteriores devem ser tratadas com medicamentos, como a isotretinoína, que reduz o tamanho das glândulas sebáceas e diminui a produção de óleo. Mas o tratamento não pode ser feito por grávidas, e exige acompanhamento médico, uma vez que possui efeitos colaterais, que podem chegar ao fígado;

Além de tudo isso, especialistas afirmam que uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos ajuda no combate à acne. Agora que já sabe as causas das espinhas aos 40 anos, procure um médico e inicie seu tratamento.



Espinhas aos 40 anos – Causas, o que fazer
Avalie!