O que Causa Espinhas e Como Tratar

0
16


Existe um pânico na vida de todo adolescente: as espinhas. Elas começam lá pelo começo da adolescência, pouco depois dos 10 anos, e podem continuar parecendo mesmo até os 30. Descubra conosco o que causa espinhas e como tratar.

Considerada como um grande problema de estética, as espinhas acabam atraindo atenção de milhares de pessoas, jovens ou não, que gostariam de entender um pouco mais sobre esse mal para se prevenir. Afinal, existem dúvidas sobre os alimentos que causam espinhas, os tipos de pele e afins.

A espinha é algo completamente natural e que ocorre com a maioria das pessoas, vamos aproveitar este texto para entender as suas principais causas, como tentar evitá-las e desmistificar alguns conceitos sobre a mesma!

O Que Causa Espinhas

O Que Causa Espinhas
Entenda um pouco melhor como aparecem as temidas espinhas. (Foto: Livestrong)

As espinhas, na realidade, são consequência da chamada “acne”, que provoca um congestionamento das glândulas de gordura da pele, o que resulta em erupções e até mesmo inflamações: chamadas de espinhas. É difícil precisar exatamente qual é a origem das espinhas de determinada pessoa, visto que elas podem estar relacionadas a oleosidade da pele, acúmulo de bactérias, desregulação dos hormônios ou até tendências genéticas. Dentre as principais causas conhecidas para as espinhas, estão a idade (como já dito, no período da adolescência há maior produção de hormônios, o que aumenta a oleosidade da pele), a limpeza incorreta da pele, não remover maquiagem de forma eficiente, sol em excesso e até gravidez. Também existem espinhas causadas por predisposições genéticas e alimentos, embora não sejam os fatores principais.

Espinha Interna

As espinhas internas são uma dor de cabeça ainda maior que as espinhas normais, visto que, quando inflamadas, podem causar muita dor e incômodo ao portador. Ela aparece quando, assim como a espinha, há algum tipo de obstrução na glândula sebácea, o caso específico da espinha interna é que ela não erupciona. Além disso, ele também está relacionado a bactérias, o que pode gerar inflamação, dor e até mesmo pus.

Alimentos que Causam Espinhas

Existem alimentos conhecidos e comprovados medicamentos que causam espinhas. Estes alimentos são aqueles que normalmente são muito ricos em gordura e açúcar, como carnes gordurosas, frituras, fast food, biscoitos doces, fast food e, no geral, toda comida muito industrializada. Essa alimentação repleta de gorduras e carboidratos leva o seu corpo a produzir mais sebo e, por consequência, aumenta a chance de obstrução dos poros e resultando em espinhas.

Chocolate Causa Espinhas?

Sim, os chocolates são um dos principais alimentos causadores de espinhas, especialmente os ricos em gordura trans. Chocolates mais ricos em cacau, como os 80 e 90%, possuem menos açúcar e gordura em sua composição, então podem ser excluídos deste “grupo de terror” dos que querem evitar espinhas a todo custo.

Como Evitar Espinhas no Rosto

como tratar espinhas
(Foto: Allure)

A primeira ação que você deve tomar para evitar as espinhas é, obviamente, evitar esses alimentos ricos em gordura e carboidrato. Substitua-o por alimentos ricos em ômega 3 e zinco, como salmão, frutas e legumes, visto que eles possuem os nutrientes necessários para combater as espinhas. Utilize produtos domésticos sempre de qualidade e apropriados para peles mais oleosas, visto que outros podem prejudicar ainda mais a sua pele, e realize esfoliação ao menos uma vez por semana, retirando as células mortas e “abrindo o caminho” para seus poros.

Como Tratar Espinhas

O tratamento das espinhas deve sempre ser realizado com auxílio de um dermatologista. Ele poderá receitar os remédios, cremes e hidratantes indicados para combater os fatores de cada um que podem causar as espinhas e dessa forma auxiliá-lo. O auto-diagnóstico pode ser extremamente perigoso!

Dentre os principais tratamentos, estão os hidratantes e esfoliantes naturais (como compressas de chá preto), os cremes industrializados especializados para peles com espinhas e a regulamentação da sua própria alimentação.

Sob recomendação de médicos, também existe a opção de tratamento hormonal, com reposições feitas periodicamente,  e a de medicamentos orais, que devem ser administrados com muita cautela devido às suas grandes contra indicações e efeitos.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here